CHEGA DE INVASÕES! NÃO PERMITIREMOS MAIS MASSACRES!

NOTA DE REPÚDIO AOS ATAQUES DE GARIMPEIROS NA TI YANOMAMI

Publicada em: 11/05/2021 às 21:06

A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) vem a público manifestar sua indignação e repúdio à mais um ato violento cometido por garimpeiros ilegais contra povos indígenas, na Terra Indígena Yanomami, em Roraima. Nesta segunda-feira (10), grupos armados atacaram a aldeia Palimiú, atirando por todos os lados, inclusive em mulheres e crianças, deixando cinco feridos após conflito, e gerando temor na comunidade.

Expressamos nosso total apoio às denúncias que vêm sendo feitas pela Hutukara Associação Yanomami (HAY), exigindo que as autoridades competentes tomem ações urgentes para evitar novos ataques, conflitos, mortes e massacres.Hoje, são cerca de 20 mil garimpeiros que atuam ilegalmente dentro da TI Yanomami, ameaçando a vida dos povos Yanomami e Ye’kuana e de povos indígenas isolados.

Denunciamos ainda a ineficiência do (des)Governo Federal em tomar medidas efetivas para a retirada imediata dos garimpeiros e invasores da TI Yanomami, e para proteção do território e da vida dos povos indígenas, conforme determinou a Justiça Federal. Uma ação proposital e criminosa, já que o próprio Presidente da República vem incentivando a atividade ilegal do garimpo dentro das terras indígenas, abertamente em suas redes sociais.

Em meio aos ataques de garimpeiros e à pandemia da covid-19, os povos Yanomami e Ye’kuana estão ainda mais ameaçados. Estão lutando não somente contra o coronavírus, mas sobretudo contra a negligência e a omissão do Estado brasileiro no atendimento à saúde, e na proteção da vida e dos territórios dos povos indígenas.

Exigimos que o Poder Executivo cumpra com suas obrigações constitucionais e as determinações da Justiça Federal, apurando e punindo todos os envolvidos no esquema de exploração ilegal. Reivindicamos a retirada imediata dos garimpeiros que há décadas estão invadindo nossos territórios, gerando conflitos e ameaçando nossas vidas.

Manifestamos nossa solidariedade e apoio irrestrito aos povos Yanomami e Ye’kuana, e à Hutukara Associação Yanomami (HAY), reafirmando nossa luta em defesa dos direitos dos povos indígenas. Chega de invasões! Não queremos mais massacres!

Manaus/AM, 11 de maio de 2021.
Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB)